Untitled Document
31/08/2017
Sistema de Informações da CONDER viabiliza delimitação de bairros de Salvador



Nesta quarta-feira (30), uma equipe técnica da CONDER foi convidada pela Câmara de Vereadores de Salvador para participar de uma apresentação do projeto de delimitação de bairros, resultado de um trabalho conjunto realizado entre os anos de 2007 e 2010, por meio de um convênio firmado entre o Governo do Estado da Bahia (CONDER), a Universidade Federal da Bahia e a Prefeitura Municipal de Salvador.
 
Está em tramitação na casa um projeto de lei com o objetivo de redefinir os limites dos bairros, que foi desenvolvido a partir da base de dados do Sistema de Informações Geográficas Urbanas do Estado da Bahia (INFORMS), mantido pela CONDER - Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia. O trabalho exigiu grande esforço de um equipe multidisciplinar e contou com a participação de centenas de associações e conselhos de moradores.
 
O coordenador do INFORMS, Fernando Cabussú, ressalta que a noção de identidade e pertencimento dos moradores de cada localidade foi fundamental na definição dos novos limites dos bairros, além da dimensão histórica e das barreiras físicas (topografia e hidrografia). Segundo Cabussú, através de uma consulta pública foram superadas as divergências sobre, por exemplo, os limites entre Boca do Rio e Imbuí, Tancredo Neves/Beirú e  Engomadeira, Nazaré, Barris e Tororó.
 
Ele cita ainda que o novo PDDU - Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano -, já contempla a divisão territorial proposta pelo projeto com 160 bairros e três ilhas (Ilha de Maré, Ilha dos Frades e Bom Jesus dos Passos) e menciona outros benefícios. “Será possível o IBGE realizar o próximo censo, em 2020, tendo como parâmetro essa nova divisão, o que irá favorecer o planejamento e a implementação das políticas públicas nas diversas áreas, com a padronização das unidades de referência e dos indicadores sociais.”
 
Diversos encontros foram realizados com representantes dos bairros, além de pesquisas de opinião para conhecimento do imaginário das comunidades. Durante todo o processo de construção participativa do projeto de delimitação dos bairros, foram convidadas mais de duas mil associações e realizadas 76 reuniões, além da aplicação de mais de 21 mil questionários.
 
Alguns critérios básicos são levados em consideração para a delimitação de um bairro, entre eles, a existência de serviços públicos essenciais - como escola de ensino fundamental, unidade de saúde com atendimento geral ou especializado, existência de via coletora ou logradouros hierarquizados e disponibilidade de transporte público regulamentado.
 
Atualmente, os 32 bairros existentes na capital ainda são os definidos na legislação da década de 60, quando a cidade possuia uma população de 655 mil habitantes. Logo, estão defasados e não acompanharam o crescimento da cidade e todas as suas variáveis espaciais. Isso levou a criação de diversos recortes territoriais por parte dos órgãos públicos e empresas de prestação de serviços, como, por exemplo, Correios  e Coelba.
 
Mais informações,
 


DIVULGAÇÃO
Av. Edgar Santos, 936 - Narandiba - CEP: 41.192-005 - Salvador -BA / Tel.: (71) 3117-3400