Presidente vistoria obras da Feira de São Joaquim

Área de Atuação
Equipamentos e Qualificação Urbanística
Feira de são joaquim

Na manhã desta quarta-feira (21) o presidente José Lúcio Machado vistoriou as obras de requalificação da Feira de São Joaquim acompanhado pela diretora de Equipamentos e Qualificação Urbanística, Livia Gabrielli, o superintendente de Desenvolvimento Urbanístico, Antônio Brito, e técnicos da CONDER.

Além de verificar a execução dos serviços de revitalização da Enseada de São Joaquim, que constituem a segunda etapa das obras (em fase de finalização), José Lúcio percorreu o miolo da feira e conheceu as instalações do Galpão Água de Meninos, espaço que foi todo reformado para abrigar, temporariamente, os feirantes durante o andamento da intervenção.

Na oportunidade, o presidente foi recebido pelos representantes do Sindicato dos Feirantes de Salvador e da Associação dos Feirantes de São Joaquim, respectivamente, Marcílio Costa e Nilton Ávila. Ambos ressaltaram que as entidades são parceiras do governo na obra e representam milhares de pessoas que sobrevivem do comércio de diversos produtos em São Joaquim.

José Lúcio fez questão de se colocar à disposição para ouvir as reivindicações dos feirantes e destacou que sua presença na feira, na primeira semana de trabalho na CONDER, demonstrava o compromisso do governo em melhorar as condições de trabalho. “Não irá faltar empenho e dedicação da minha parte e da equipe técnica da CONDER para que a obra seja acelerada”, garantiu.

Após a conclusão da segunda etapa das obras serão iniciados os trabalhos de recuperação dos boxes e de implantação da infraestrutura básica no miolo da feira, que se estenderão ao longo de sete fases. A licitação está em andamento e nesta quarta-feira foram conhecidas as três propostas apresentadas. Dois consórcios e uma empresa participam do certame: GD e LJA, Metro e BSM e PJ Construções e Terraplanagem. O próximo passo serão as análises técnica, jurídica e de menor preço. A expectativa é que em janeiro de 2013 seja iniciada a última etapa das obras.

Com investimento total de R$ 61 milhões, a requalificação da maior feira livre do Nordeste é realizada com recursos do Ministério do Turismo e do tesouro estadual, atendendo a um sonho antigo dos mais de três mil feirantes que trabalham no local e beneficiando baianos e turistas que costumam frequentá-lo.

Termos