No aniversário de 474 anos de Salvador, CONDER relembra atuação na capital baiana

Área de Atuação
Conder
Foto aérea da ligação Lobato-Pirajá
A ligação Lobato Pirajá foi uma das obras que revolucionou a mobilidade em Salvador

Fundada em 29 de março de 1549, a capital da Bahia completa 474 anos nesta quarta-feira (29). Em celebração ao aniversário de Salvador, a Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (CONDER) relembra algumas de suas obras junto ao Governo do Estado nas áreas de saúde, educação e mobilidade que marcaram a história da metrópole e trazem mais conforto e qualidade de vida aos soteropolitanos. 

Quando o assunto é saúde, a CONDER e o Governo do Estado fizeram uma revolução na capital baiana com a entrega de ampliações, modernizações e a construção de novas unidades médicas. Entre as obras feitas pela CONDER estão a reforma e ampliação do Hospital Geral do Estado da Bahia (HGE), a construção e ampliação do Hospital da Mulher e a Maternidade Maria Conceição de Jesus, no bairro de Coutos, no Subúrbio Ferroviário. 

Ainda no subúrbio, o Governo da Bahia entregou a segunda policlínica de Salvador. Localizada no bairro de Escada, a unidade médica que teve investimento de cerca de R$ 23,2 milhões, presta serviços de média complexidade na rede de saúde da metrópole. Ela amplia o acesso ambulatorial a especialidades médicas diversas e exames, ofertando maior atenção à saúde do paciente. 

Já na educação, a CONDER caminha junto com o Governo do Estado para a implantação do ensino em tempo integral na Bahia. Com a construção de novas escolas e a adequação de prédios antigos para um modelo de ensino moderno e mais eficiente, a capital baiana recebeu unidades de tempo integral no Imbuí, Sussuarana, Vila Canária, São Cristóvão e Paripe, além do Centro Estadual de Educação, Inovação e Formação da Bahia Mãe Stella (CEEINFOR), no Cabula, próximo às obras do Hospital Ortopédico do Estado (HOE). 

Os novos colégios estaduais são formados por prédios com módulos com capacidade entre 12 e 36 salas de aula, laboratórios, bibliotecas, espaços multifuncionais, auditórios e refeitórios, além de equipamentos esportivos como quadra poliesportiva, campo de futebol, piscina semiolímpica e pista de atletismo. 

No quesito mobilidade, Salvador recebeu, em março de 2023, a conclusão da Linha Azul e a quarta etapa da Linha Vermelha, que liga Cajazeiras à Águas Claras. Com investimento total de cerca de R$ 1,2 bilhões, as obras fizeram parte do esforço coletivo do Governo da Bahia, junto a CONDER e a Secretaria de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (SEDUR), para instalar corredores transversais na capital baiana, encurtando caminhos entre pontos que historicamente nunca tiveram ligação direta e aumentando a agilidade no trânsito. 

A Linha Azul, que conecta a Avenida Suburbana à Orla de Salvador, recebeu R$ 648 milhões de investimento para a ligação entre a Av. Pinto de Aguiar e Av. Gal Costa, a duplicação da própria Gal Costa e para interligar os bairros de Pirajá e Lobato. Com 12 km de extensão, o sistema viário tem três faixas de tráfego, em cada sentido, incluindo um corredor exclusivo para BRT, viadutos, serviços de urbanização, paisagismo, sinalização viária, implantação de semáforos e iluminação LED, além de nove elevados e quatro tuneis duplos, com destaque para o túnel sob a Av. Paralela e os da ligação Lobato-Pirajá. 

Já a Linha Vermelha, que liga a Orla à BR-324, passando pelas avenidas Orlando Gomes, Luís Viana Filho, Baixo do Jaguaribe e a Via Regional, contou com investimento de R$ 601 milhões para a construção de três faixas, em cada sentido, incluindo um corredor exclusivo para BRT, passeio e ciclovia, além de seis viadutos, cinco pontes, 4km de canal, sinalização viária, iluminação pública e paisagismo. Com a conclusão do novo trecho da Av. 29 de Março, que liga a Via Regional à BR-324, passando por Cajazeiras IV, V e VIII, Castelo Branco e Águas Claras, a CONDER concluiu todas as etapas previstas inicialmente para o contrato da obra.   

Ainda assim, o governo assumiu o compromisso de realizar obras de drenagem em Cajazeiras como parte da ampliação da quarta etapa da Linha Vermelha. As intervenções, que tiveram R$ 37 milhões de investimento, contemplam a macrodrenagem do canal do Parque Silvio Leal, em Cajazeiras VI, que visa auxiliar na contenção de inundações e suas consequências para a população. 

A equipe da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (CONDER) segue junto ao Governo do Estado da Bahia para desenvolver cada vez mais a capital baiana, dinamizando e transformando a vida dos soteropolitanos. 

Termos