Governo do Estado lança edital de requalificação do Parque do Abaeté, no dia Mundial da Água

Área de Atuação
Parques e Equipamentos Urbanos

Conhecido como berço de memórias culturais da Bahia, o Parque da Lagoa do Abaeté será requalificado, com investimento de R$ 5 milhões para reformas no Centro de Atividades e na Casa da Música. O anúncio foi feito pelo Governo do Estado durante lançamento de edital na manhã desta sexta-feira (22) no parque, em Itapuã, na capital baiana. Como parte das atividades pelo Dia Mundial da Água, data estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU), o governador Jerônimo Rodrigues também anunciou o edital Bahia Sem Fome relacionado à água, para produção de alimentos e dessedentação de animais.

Governo do Estado lança edital de requalificação do Parque do Abaeté, no dia Mundial da Água
Requalificação da Lagoa do Abaeté

“Essa lagoa é uma área muito importante, um parque fundamental para o pulmão de Salvador, além do aspecto histórico que nós temos aqui, um lugar que já foi cantado em músicas, em poesia, em arte e em fotografia. Essa área é também um ambiente de geração de renda, muita gente de fora do país e do estado vem visitar o parque. Por isso, nos preocupamos com a manutenção desse local e, agora, com essa recuperação dos equipamentos e ampliação, nós temos a certeza que aqui será um ambiente mais fortalecido”, pontuou o governador.

O espaço, que possui 1.474,92m², será totalmente reformado, com intervenções nas áreas das lojas, restaurantes, bares, lanchonetes, banheiros, com adaptação para pessoas com deficiência; e vestiários. Também está prevista a requalificação da área do estacionamento, recuperação das estruturas de cobertura, fechamento de parte da área do parque e iluminação. Para a obra serão investidos aproximadamente R$ 5,4 milhões, provenientes do Fundo Estadual de Recursos para o Meio Ambiente (Ferfa), que serão repassados à Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder), que vai executar a obra. 
“Nós presenciamos um momento histórico na manhã de hoje, que marca a valorização da cultura e do patrimônio de um dos mais importantes cartões postais de Salvador, a Lagoa do Abaeté. Estamos honrados em fazer parte desta história e poder contribuir para o desenvolvimento de uma região extremamente simbólica para a cultura baiana. Será mais uma obra com o padrão Conder de qualidade, que vai gerar emprego e renda e transformar vidas”, afirmou Zé Trindade, presidente da Conder.

O mestre de capoeira e morador de Itapuã, Neto Moska, destacou a relevância da requalificação da Lagoa para a comunidade da região. “O Abaeté é muito importante para os moradores de Itapuã e o governador vir aqui assinar esse documento para requalificar o Parque, é um sonho da nossa comunidade”, comentou Moska.

O secretário Eduardo Sodré, de Meio Ambiente, celebrou a data e disse ser a melhor ocasião para anunciar obras e ações para a comunidade do Abaeté. “A requalificação do Centro de Atividades do Parque do Abaeté e da Casa da Música são obras aguardadas pela população local e pelos inúmeros visitantes. O Abaeté tem uma simbologia importante para diversas religiões e para o turismo, não é à toa que é cantado em verso e prosa por inúmeros artistas”, destacou.

O gestor também ressaltou que as melhorias no Centro de Atividades e na Casa da Música são compromissos do Governo com os equipamentos públicos e com as Unidades de Conservação. “Essa é a primeira vez, em mais de 30 anos desde a sua inauguração, que o prédio principal do Parque do Abaeté passará por uma intervenção”, lembrou o secretário.

Governo do Estado lança edital de requalificação do Parque do Abaeté, no dia Mundial da Água
Ganhadeiras de Itapuã

Cultura preservada

A Casa da Música do parque existe há 31 anos e guarda um acervo da música brasileira, com manuscritos originais do cantor Dorival Caymmi, algumas das primeiras obras de Caetano Velloso, arquivos de outros artistas baianos e do bairro de Itapuã. 

De acordo com o secretário Bruno Monteiro, da Cultura, o espaço surgiu para acolher artistas do território e conta com 700 obras sobre a música baiana. “A casa da Música é um equipamento cultural que guarda parte importantíssima da nossa história musical e agora vai passar por esse processo de reforma da sua estrutura. Nós queremos uma população cada vez mais empoderada da cultura, das manifestações locais, como uma forma de preservação das suas identidades e de toda a liberdade de suas expressões”, afirmou o secretário.

Também acontecem no espaço cultural formações de canto e de instrumentos musicais. As Ganhadeiras de Itapuã, que historicamente ocuparam as áreas da Lagoa do Abaeté, contando as histórias das lavadeiras através da música, receberam na data, um Centro de Atividades dedicado aos trabalhos realizados por elas. A Sema, Conder e Secult darão seguimento aos trabalhos para a construção do equipamento de cultura. 

Em diálogo com as pesquisas de tecnologias sociais de acesso à água, também foi autorizada a publicação do edital Ciência na Mesa 3, que vai selecionar projetos inovadores de captação e armazenamento de água para consumo humano, produção de alimentos e cuidado com os animais em espaços rurais e periurbanos serão selecionados. Serão cinco linhas temáticas: aprimoramento de cisternas de tratamento de água para consumo humano; otimização de sistemas de captação e armazenamento de água para a agricultura familiar; tecnologias de irrigação sustentável e eficiente; promoção do uso de materiais e técnicas sustentáveis para implementação e melhorias das tecnologias sociais; e inclusão digital para agricultores familiares.

Governo do Estado lança edital de requalificação do Parque do Abaeté, no dia Mundial da Água
Requalificação do Parque do Abaeté.

A pesquisas serão financiadas pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fabesp), em parceria com a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado da Bahia (Secti), a Secretaria De Infraestrutura Hídrica E Saneamento (Sihs), a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (Seades) e a SDR.
 
Erradicação da fome e água

Para o edital do Bahia Sem Fome do Dia Mundial da Água está prevista a implantação de 1.125 Cisternas Calçadão de 52 mil litros e 1.722 barreiros trincheiras familiar em 45 municípios do Estado, no âmbito do Programa Água para Todos. Serão destinados cerca de R$ 50 milhões, por meio da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), e o Bahia Sem Fome, para os serviços nas comunidades rurais. 

Para o coordenador do Bahia Sem Fome, Tiago Pereira, o lançamento do edital marca a preocupação do Governo com a garantia da água no combate a fome. “Água é um eixo prioritário do Programa Bahia Sem Fome. Portanto, essa é uma das nossas principais entregas, porque a gente compreende que esse recurso é de fundamental importância para a manutenção da vida, para a produção de alimentos saudáveis e para que a gente possa, de fato, continuar construindo a dignidade do Estado da Bahia”, destacou.