Parque São Bartolomeu recebe a visita do governador Jaques Wagner

Área de Atuação
Habitação, Encostas e Macrodrenagem
Visita Parque

O governador Jaques Wagner visitou, na manhã desta quinta-feira (2), as obras do Parque São Bartolomeu, santuário das religiões de matriz africana e uma das maiores áreas de Mata Atlântica em zona urbana no Brasil. O local, palco de lutas pela Independência da Bahia, passa por uma abrangente intervenção, que inclui ações de recuperação ambiental, projetos de urbanização, produção habitacional e implantação de equipamentos comunitários. “Essa requalificação é um sonho histórico de Salvador, do povo de santo e dos ambientalistas. São mais de 100 hectares com muitas áreas degradas e que agora estamos revitalizando. É um projeto grandioso que vai beneficiar muitas famílias e preservar uma grande área da Mata Atlântica”, enfatizou o governador.

Recursos da ordem de R$ 93 milhões, provenientes de acordo de empréstimo entre o Governo do Estado da Bahia e o Banco Mundial, estão sendo investidos nas intervenções, cuja execução está a cargo da CONDER - Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia. Para o presidente Milton Villas-Bôas trata-se de uma obra emblemática “por revitalizar uma área de preservação ambiental de importância histórica para a formação da cidade e transformá-la em um pólo cultural e de lazer para a população”. Dentre os equipamentos que estão sendo construídos, destaque para o Centro de Cidadania e Cultura de Pirajá e as Praças de Esportes em Ilha Amarela e no Rio Sena.

A intervenção no Parque São Bartolomeu integra o Projeto de Requalificação Urbana e Ambiental da Bacia do Cobre, que é coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano. Premiado pela Associação Brasileira de Cohabs e Agentes Públicos de Habitação (ABC) e pelo Fórum Nacional de Secretários Urbanos e de Habitação (FNSHDU), o projeto conquistou o Selo de Mérito na categoria referencia nacional numa disputa com 56 projetos, durante o 59º Fórum Nacional de Habitação de Interesse Social, realizado este ano em Brasília. A líder comunitária Berenice Pereira do Nascimento, 60 anos, acredita que as ações vão valorizar o Subúrbio. “Moro aqui há mais de 40 anos e costumava levar meus filhos para passear no parque, mas com a degradação deixamos de frequentá-lo. Agora, estamos na expectativa de que o parque volte a ser novamente um lugar para as famílias”, afirmou.

Entregue em maio deste ano, o primeiro conjunto habitacional, Mirante da Enseada, com 65 unidades habitacionais, passou a abrigar, em condições de segurança, famílias que viviam em situação de risco. O diretor de Habitação da CONDER, Ubiratan Cardoso, destaca que estão sendo construídas mais 450 unidades habitacionais, reformadas outras 200, além de toda infraestrutura que inclui a implantação de sistemas de abastecimento de água e esgoto, drenagem e pavimentação de vias.

Termos