CONDER promove faxinaço no Parque São Bartolomeu

Área de Atuação
Parques e Equipamentos Urbanos
Mutirão de limpeza

Um mutirão de limpeza reuniu moradores da Comunidade São Bartolomeu, técnicos da CONDER, da Embasa e do Inema, e ainda  representantes da Secretaria Municipal de Cidade Sustentável, na manhã desta quarta-feira no Parque São Bartolomeu.

A iniciativa batizada de Faxinaço integra as ações socioambientais em curso na área de preservação ambiental que passa por um processo de requalificação por meio do Programa Dias Melhores, criado pelo Goverdo do Estado para o desenvolvimento de áreas carentes de infraestrutura urbana e que conta com a parceria do Banco Mundial.

De acordo com Carolina Homem, coordenadora social da CONDER, a ideia do evento é mobilizar os moradores e discutir a importância do parque, um dos maiores remanescentes de Mata Atlântica em área urbana no Brasil, e também “conscientizá-los da necessidade de criar uma relação de cuidado com o espaço, estimulando a preservação e evitando o acúmulo de lixo”.

Dona Iraci Teixeira, 54 anos, fez questão de participar do Faxinaço, já que mora no novo conjunto habitacional entregue em fevereiro deste ano pela CONDER, a poucos metros do parque. Ela vive há mais de trinta anos em São Bartolomeu, só que agora não corre mais o risco de sofrer os prejuízos de antes causados pelas enchentes do Rio do Cobre.

“Espero que o Parque São Bartolomeu um dia possa voltar a ser como antes, quando não tinha poluição no rio, onde viviam peixes, muito caranguejo e até camarão”, resume saudosa Dona Iraci.

Durante o mutirão de limpeza foi recolhido principalmente material reciclável, como garrafas pet e latas de alumínio descartadas em locais inadequados pela população de bairros como Pirajá, Ilha Amarela e Rio Sena e que acabam nas margens do rio que desemboca no parque.

Moradia e Equipamentos Comunitários

A expectativa é que ainda neste primeiro semestre sejam concluídas as demais obras em execução no Parque São Bartolomeu, além da Creche Heroínas do Lar recentemente entregue à população. Destaque para o Centro de Cidadania e Cultura, em Pirajá, o Museu e a Praça de Eventos de São Bartolomeu, além da Praça de Oxum. O parque, palco da Batalha de Pirajá, em 1822, durante a Guerra pela Independência, também foi totalmente cercado e ganhou uma via de contorno que facilitará o trabalho de proteção ambiental e de segurança dos visitantes.  

Mais de 180 famílias já estão vivendo com mais dignidade desde que mudaram para o Mirante da Enseada, no Alto do Cabrito, e o Residencial São Bartolomeu, que possuem infraestrutura completa de água, esgoto, drenagem, pavimentação e iluminação pública. Além disso, novos conjuntos habitacionais estão com as obras em estágio final na área conhecida como Encosta de Pirajá.

Termos