Moradores de Alagados IV e V acompanham execução do projeto da Pista de Borda

Área de Atuação
Habitação, Encostas e Macrodrenagem
Reunião Pista de Borda

Os moradores de Plataforma e da Ribeira aguardam com expectativa a execução do projeto Pista de Borda II, sob responsabilidade da CONDER, que ligará os dois bairros através de uma via com 11 km de extensão. Além da melhoria na acessibilidade e circulação,  estão sendo implantados conjuntos habitacionais e equipamentos como quadras poli esportivas, praças e ciclovia.  O melhor de todo o processo é que a comunidade está participando ativamente para que as mudanças atendam às demandas reais da população local.  

“Quando a gente tem oportunidade de falar e ser ouvido a gente consegue resolver os problemas de verdade. É muito mais fácil saber o que precisa ser melhorado, afinal quem mora embaixo da goteira é que sabe onde ela pinga”, explica sorridente dona Elza Cândida Barros, que é uma dentre os 25 moradores de Alagados IV e V que formam a Comissão de Bairro Pista de Borda II, reativada após novas eleições ocorridas no primeiro semestre de 2015.

A primeira atividade desenvolvida pela coordenação social da CONDER foi a realização de um seminário para apresentar o Projeto Integrado de Desenvolvimento Socioambiental - PIDSA e o projeto de engenharia. Além da Comissão de Bairro, o seminário contou com a participação de moradores beneficiários, lideranças e representantes de entidades locais, que puderam entender como os projetos serão realizados. Este também foi o momento para esclarecer dúvidas e dar sugestões.

Em continuidade às ações sociais e atendendo a demandas apontadas pelos próprios moradores,  foram realizadas duas oficinas com apoio de entidades locais. A primeira discutiu o tema ‘relações interpessoais e mediação de conflitos’ entre moradores e futuros moradores de conjuntos habitacionais. A segunda oficina foi uma aula prática para que os beneficiários saibam como ler e entender as plantas de engenharia dos projetos em implantação, além de conhecer as especificações dos materiais que estão sendo utilizados para execução das obras.

“Agora que os moradores já participaram das oficina de capacitação, nós vamos colocar a segunda etapa das ações sociais em prática. Por exemplo, até o final do ano algumas visitas aos locais de obra estão programadas. Durante estas visitas, os moradores poderão verificar como a obra vem sendo realizada, se os materiais utilizados estão corretos e se o projeto atende às necessidades reais”,  esclarece Teca, assistente social da CONDER. 

A previsão é que em dezembro 100 unidades habitacionais sejam entregues, cominvestimento de R$ 12 milhões. Cada imóvel é composto por dois quartos, sanitário, cozinha, área de serviço e sala de estar. O entorno do conjunto habitacional também receberá diversas melhorias, como sistema de iluminação pública e esgotamento sanitário.

Termos