Governo da Bahia anuncia construção do Hospital Regional em Alagoinhas

Área de Atuação
Hospitais, Policlínicas e Edificações Públicas

A região de Alagoinhas está prestes a ganhar um novo marco na área da saúde. Nesta quinta-feira (22), durante sua visita ao município, o governador Jerônimo Rodrigues assinou a ordem de serviço para o início das obras de construção do tão aguardado Hospital Regional.

Com um investimento de mais de R$ 161 milhões, o equipamento terá 180 leitos, sendo 30 de unidade de terapia intensiva (UTI), distribuídos em especialidades como clínica geral, saúde mental, neurologia, cardiologia e oncologia. Haverá atendimento adulto e pediátrico.

Durante a visita, o presidente da Conder, Zé Trindade, destacou o comprometimento da companhia com a construção da unidade de saúde. "A equipe da Conder é movida a desafios, portanto, é uma honra assumir mais um grande projeto do Governo do Estado na área da saúde. Asseguro que, mais uma vez, vamos construir uma unidade de saúde moderna e completa, que vai virar referência para a Bahia e para o Brasil. Foi assim no Hospital da Mulher, em Salvador; no Hospital da Chapada, em Seabra; no Hospital Costa do Cacau, em Ilhéus; no Hospital da Criança, em Jequié; e nas diversas policlínicas implantadas na capital e no interior do estado", afirmou.  

Construção do Hospital Regional em Alagoinhas
Construção do Hospital Regional em Alagoinhas

O projeto, que está previsto para ser concluído em maio de 2025, contempla uma área de mais de 80 mil metros quadrados - sendo 23.262,09 m² de área construída -, localizada, estrategicamente, na Rodovia BR-110. A unidade vai funcionar como referência para 33 municípios de toda a região, oferecendo serviços em alta complexidade nas áreas de neurologia, neurocirurgia e oncologia, além de assistência cardiovascular. Estima-se que o hospital realizará cerca de 1.800 internações por mês e 21 mil atendimentos ambulatoriais.

“É um hospital com serviços mais complexos, que a gente sabe que acumulam na vida da gente. Então, isso coincide justamente com o interesse da região e com a política nossa de enfrentar o tema da regulação, para que as pessoas possam, em curto tempo, dentro da necessidade delas, poder fazer seus exames, fazer seu tratamento, tomar sua medicação”, afirmou o governador.

De acordo com a secretária da Saúde, Roberta Santana, o hospital atenderá tanto demandas espontâneas quanto referenciadas pela Central de Regulação de Urgências do Samu Regional de Alagoinhas e de Ribeira do Pombal, além da Central Estadual de Regulação (CER). “A criação deste hospital é crucial para evitar que a população da região precise se deslocar em busca de atendimento, garantindo acesso facilitado e eficiente aos serviços de saúde necessários”, destacou.

Feira de Saúde

Durante a visita a Alagoinhas, o governador também visitou a feira Saúde Mais Perto, promovida pela Secretaria de Saúde (Sesab) em parceria com as Voluntárias Sociais da Bahia (VSBA). O evento, que acontece até sexta-feira (23), está sendo realizado no Estádio Municipal Antônio de Figueiredo Carneiro (Carneirão), das 8h às 17h.

No local, a população tem acesso a consultas de oftalmologia com rastreio, limpeza de lentes e cirurgia de catarata, cirurgia de hérnia, vesícula e histerectomia, dentista com tratamento completo, exames de laboratório, ultrassom, eletrocardiograma, preventivo, avaliação nutricional, imunização e testagem rápida, além de serviços do SAC Móvel (emissão de primeira e segunda via de RG e certificado de antecedentes criminais).

 “A gente vê uma feira dessa acontecer aqui, em Alagoinhas, para a região inteira. Ultrapassaremos 10 mil atendimentos, com certeza. As pessoas sabem que podem confiar, que é a saúde mais perto. Essa parceria acontece para isso, para a gente poder dar conta”, comemorou Jerônimo.